Presépio da Cabra Cega

Hoje foi dia de responder ao desafio que a Junta de Freguesia de Santo Quintino dirigiu à Associação Cabra Cega – construir um presépio para celebrar o
Natal. A Associação Cabra Cega agradece este convite, pois viu nele mais uma oportunidade de despertar consciências para as problemáticas da deficiência
e para a necessidade de uma sociedade verdadeiramente inclusiva. É um presépio diferente? Sim é. Algo arrojado? Talvez. Mas não somos nós também todos
diferentes e seres criativos? Então porquê reproduzir a “norma”? O presépio está montado sobre o tanque central do chafariz pombalino da vila de Sobral
de Monte Agraço. A figura de São José, com cerca de 2 metros de altura, apresenta-se com vestes verdes, sob um manto castanho escuro, com um capuz castanho
claro na cabeça. Tem nos olhos a venda da Cabra Cega e na mão direita, a única visível, uma bengala branca de cego. À direita, com cerca de 1,70 metros,
está Nossa Senhora com vestes cor de rosa, cobertas por um manto azul vivo e sobre a cabeça cai-lhe um lenço branco. Também ela tem nos olhos a venda da
Cabra Cega. Ao centro, entre São José e Nossa Senhora, está uma cadeira de rodas que representa o berço do menino Jesus. Sobre o assento coberto de palha,
tal como a manjedoura de há dois mil anos, em Belém, está o menino Jesus, branco com cerca de meio metro, enrolado numa manta azul clara. Também ele tem
os olhos vendados. À frente do presépio, junto à estrada, do lado direito do Chafariz encontra-se uma estrutura em forma de prisma triangular com três
painéis com aproximadamente dois metros de altura por noventa centímetros de largura. A face de dois deles está preenchida com símbolo da Cabra Cega, que
é a cabeça de uma cabra de forma estilizada, e por baixo tem escrito Cabra Cega, seguido do slogan da associação: “A oportunidade de ser visto”, e ainda
o seu site e o facebook. Uma outra face do prisma tem o seguinte texto explicativo do presépio que termina com as Boas Festas escritas a negro, em língua
gestual portuguesa e desenhado em braile. Texto explicativo: E se o jogo da CABRA CEGA se tornasse uma constante na sua vida? Saint-Exupéry disse que “o
essencial é invisível aos olhos…”, neste presépio também o ESSENCIAL são as três figuras da Sagrada Família e não os produtos de apoio nelas colocados;
da mesma forma que para as pessoas com algum tipo de deficiência, o essencial é o que as define enquanto seres humanos e não os produtos de apoio que usam
ou as suas incapacidades. Que o espírito do Natal traga a sensibilidade necessária para reconhecermos que todos temos características diversas, todos somos
EU - Especial e Único -; que saibamos respeitar as diferenças e valorizar o que cada um de nós pode dar para um mundo mais justo e equitativo. Que sejamos
capazes de assumir, para o Ano Novo que se avizinha, e para o futuro, o compromisso de contribuirmos para uma sociedade mais inclusiva, onde todos tenham
a oportunidade de ser vistos como pessoas autónomas, com capacidades e direitos para decidir e viver plenamente a sua vida pessoal, social e profissional.
Boas Festas

Foto do Chafariz pombalino de Sobral onde está montado o presépio da Cabra Cega sob o tanque central e à direita duas faces da estrutura identificativa da Associação e do presépio.

publicado por: Pedro Nogueira

em: 2018-12-09